Caminhem pela Arte e Cultura.

Profile Graphics, Page Graphics

quinta-feira, julho 13, 2017

Cabecinhas Fenícias em vidro - Arqueologia



Cabecinhas fenícias em pasta de vidro coloridos.

séculos 1º a 4º A.C.






https://www.levyleiloeiro.com.br/catalogo.asp?Num=530





segunda-feira, julho 10, 2017

A ARTE AVALIADA AVALIADORDEARTE


RICARDO V. BARRADAS

Avaliação de Obras de Arte

WWW.AVALIADORDEARTE.COM

Rio de Janeiro  -  RJ  - Brasil

Experiencia - Peritagem - Avaliação - Consultorias

desde 1977

A Arte Avaliada pelo AVALIADORDEARTE - Avaliação de Obras de Arte




 Avaliação de Obras de Arte

AVALIADORDEARTE

Ricardo V. Barradas

  Critérios de Avaliação de Obras de Arte


    Avaliações de Obras de Arte

   
    Avaliar uma obra de arte é uma tarefa complexa que exige conhecimentos técnicos e experiência junto ao Mercado de Arte Nacional e Internacional. Além de uma Cultura Geral, bem acima da média. Não basta ter curso superior, como o meu caso, que sou Advogado, um pesquisador nato da história da Humanidade. Mas precisa ter um grande conhecimento de História Universal, das diferentes culturas e dos hábitos de cada uma delas. Para tanto, se faz necessário considerar diversos fatores. O mais importante é a lei básica mercadológica da oferta e da procura.
Visando uma melhor orientação aos colecionadores, compradores, galeristas, e leiloeiros, principalmente os novos, indico as principais regras a serem consideradas por ocasião da aquisição ou venda de uma obra de arte:


  1 - Autoria. Os artistas atingem cotações diversas, mesmo sendo contemporâneos ou acadêmicos.

    2 - Técnica. A valorização de uma obra obedece uma escala formal:

    A - Óleo, acrílica sobre tela, madeira, metal e cartão;
    B - Guache e têmpera sobre cartão ou papel;
    C - Aquarela, pastel seco e oleoso, lápis de cor e ecoline sobre papel;
    D - Desenhos a nanquim, carvão, sanguínea, sépia e a lápis;
    E - Gravuras, (Litografia, xilogravura, gravura em metal, serigrafia);

    Parágrafo Único - No caso das esculturas, deve ser observado a tiragem e a fundição.

   3 - Fase. Somente com um olhar retrospectivo aprimorado é que se consegue determinar quais as fases mais valorizadas de um artista e que configuram o auge de sua criatividade, ou de maior sincronicidade com a importância dela perante seu tempo na história. Não obedecem uma ordem cronológica.

    4 - Dimensão. O tamanho pode influir ou não, no valor de uma obra de arte.
Aqueles que pensam que isto tem grande relevância, deveriam estar vendendo, ou avaliando tecidos, por metragem. No caso das Obras de Arte, este item, tem baixíssima relevância.

  5 - Conservação. O bom estado de conservação é um fator que contribui para a sua valorização. Este item, tem grande relevância.
Pois o estado atual da obra, o quanto esta obra já foi restaurada ou não, o quanto de original, que ainda possui, podem ser dados que estabeleceram um valor maior ou menos, da obra de arte, a ser avaliada.

    6 - Origem. A procedência conta no valor final de uma obra de arte. Quando ela fez parte de uma importante Coleção ou figurou em uma Exposição e Catalogo. A trajetória da própria obra, pode alterar para mais, seu valor final.

    7 - Assinatura. A falta de assinatura poderá diminuir o valor de uma obra de arte, como também a não tipicidade da mesma.

    Este conceito foi originariamente redigido por Dr.Ricardo V. Barradas - Advogado, Perito, Artista, Escritor, Pesquisador, Curador, Consultor, Avaliador e Agenciador de Obras de Arte.
       
       Apesar de ser largamente copiado e difundido a maioria dos ditos profissionais que usam, o fazem sem qualquer ética e legal autorização e atribuição do autor. Assim como o primeiro domínio internacional registrado  na internet mundial relativo ao oficio e ao tema. 

                                                    http://www.avaliadordearte.com    
    

       Rio de Janeiro - Brasil - 1980
.
       Todos os © Direitos Reservados.

     

Avaliador de Arte

     Avaliar Obras de Arte, necessita de uma vasta experiência dentro do Mercado de Arte, assim como de uma grande compreensão, pelo menos, de história geral. Os indícios de qualquer processo, que objetivamos a dar um valor, a ser estipulado, a uma obra de arte ou objeto. vem da compreensão de sua importância histórica ou do seu papel artístico em sua época e seu meio.

Uma tarefa difícil.

    Por conta disto, que vemos tantos...achistas...Pessoas que na sua boa fé, acreditam que sabem, muitas vezes. Por conta de formações, em artes plásticas, restauros, pinturas em geral e mesmo por serem ou tiverem sido, comerciantes de antiquários, ou galerias. Mas na verdade, nada disto habilita profissionalmente, tal especialista.
    Habilita sim, uma cultura geral bem vasta, um bom habito de muita leitura diária, e a simplicidade de ter nascido curioso, para que com isto, esteja num aprendizado continuo...
    Sem falsa modéstia, sou o primeiro avaliador de arte, do Brasil, na internet. Não que isto me conceda alguma boa patente para o oficio.
    Mas por estar aqui a mais tempo. Venho observado um crescente numero de avaliadores... Não que eu me importe muito com isso.
   Mas seria prudente, antes de qualquer aventura grosseira de pseudo avaliar qualquer coisa, saber um pouco mais destes ditos profissionais, de competência muito relativa.


Portfólio  


     O portfólio do Avaliador de Arte é muito sigiloso e discreto tal como sugere as boas regras do oficio profissional. No entanto existem alguns casos que se tornam públicos por citações abertas da imprensa e por matérias jornalisticas relacionadas ao oficio e a profissão.




     



quinta-feira, junho 29, 2017

FÓRUM FAZ CULTURA



FÓRUM FAZ CULTURA





https://www.facebook.com/forumfazcultura/




ASSOCIAÇÃO FLUMINENSE DE BELAS ARTES







A  F  B  A


ASSOCIAÇÃO FLUMINENSE DE BELAS ARTES


Educação , Arte e Cultura

Fundada em 1940



 



sexta-feira, junho 23, 2017

ASSOCIAÇÃO FLUMINENSE DE BELAS ARTES






ASSOCIAÇÃO FLUMINENSE DE BELAS ARTES






http://afbabrasil.org/

quinta-feira, junho 15, 2017

HISTORIA DA MAÇONARIA




GRANDE ORIENTE DO BRASIL


300 anos de historia da Maçonaria.


Foto e Arte de Ricardo V. Barradas,
Todos os Direitos Reservados.









terça-feira, junho 13, 2017

Citações de Swami Vivekananda

Swami Vivekananda - Uma Síntese

El Mahabharata

Ramayana Dublado Completo - A lenda do Príncipe Rama

H. P. BLAVATSKY - Documental Biográfico

O GARIMPEIRO DE RORAIMA DE ORMEZZANO DA COLEÇÃO BARRADAS.



O GARIMPEIRO 

do renomado pintor, escultor, professor, arquiteto e construtor

Mário Ormezzano 

 ( Argentina, 1915 - 1983 ,Brasil )


Mário Francisco Ormezzano.

Boa Vista - Estado de Roraima 

A escultura original e uma pequena tiragem deste projeto 
 da escultura O Garimpeiro de Boa Vista , pertence
a Coleção Ricardo V. Barradas, RJ, que recebeu de presente
do próprio artista seu amigo com todos os direitos de propriedade.
Na mesma coleção existem outras obras do artista, entre
objetos, pinturas e esculturas.    
















BONGA MAC: Olho Cru na ALESP - Assembleia Legislativa do Esta...

BONGA MAC: Olho Cru na ALESP - Assembleia Legislativa do Esta...: Em exposição na ALESP - Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo , de 05 a 26 de junho de 2017, convidamos a todos para prestigiarem...

sexta-feira, junho 09, 2017

A História Do Grande Oriente Do Brasil e a Quinta Da Regaleira





A História Do Grande Oriente Do Brasil 


e a 


Quinta Da Regaleira



por

WAGNER CRUZ DA CRUZ


Artigo Acadêmico Internacional com textos, fotos, frases e comentários

do renomado e conhecido intelectual, conhecedor e pesquisador

de Arte e Cultura Maçônica 

Dr. Ricardo Vianna Barradas.





Photo by RICARDO V. BARRADAS.





Photo by RICARDO V. BARRADAS.


No link abaixo 



https://pt.scribd.com/presentation/259296659/A-Historia-Do-Grande-Oriente-Do-Brasil-e-a-Quinta-Da-Regaleira