Caminhem pela Arte e Cultura.

Profile Graphics, Page Graphics

terça-feira, janeiro 22, 2019

COPACABANA - "A joia do Atlântico" - RJ - BRASIL



COPACABANA



ROBERTO BURLE MARX - COPACABANA 

 Croquis sobre papel vegetal da calcadão de Copacabana, 1970, Río de Janeiro.
 Ex coleção -  acervo Burle Marx & Cia.Ltda
 Ex coleção -   Bruno Giorgi Itaipava RJ
 Atual coleção de arte Ricardo V. Barradas RJ


COPACABANA


Roberto Burle Marx (São Paulo, 1909 - Rio de Janeiro, 1994). Raríssimo projeto apresentado em planta baixa, para execução do paisagismo em mosaico das calçadas da Avenida Atlântica 
na orla de Copacabana. 

Obra reconhecida internacionalmente, como o mais famoso e importante conjunto de painéis do mosaicista Burle Marx. Cache de identificação no canto inferior direito: Alargamento Avenida Atlântica. Projeto nº 1183. Rua Francisco Sá/Rua Rainha Elizabeth, Burle Marx & Cia. Ltda. Paisagista Roberto Burle Marx. Haruyoshi, Ono/José Tabacow, Arquitetos Colaboradores. Rio de Janeiro, outubro de 1970. Projeto emoldurado por Everaldo por encomenda de Burle Marx (etiqueta no verso) que mantinha oficina em Guaratiba, nas proximidades do atelier do artista, para presentear o amigo 
Bruno Giorgi. 

Peça museológica e de coleção. MI. 62 x 99 cm. Proveniência: Coleção Bruno Giorgi. Compunha o seu atelier em Petrópolis, RJ. 
Atual Coleção de Arte Dr. Ricardo V. Barradas, RJ.






COPACABANA


Eliseu Visconti 1866 - 1944 
" COPACABANA" - ost - circa de 1925
dados completos da obra no Projeto do Artista.
Obra participante de diversas exposições do artista.
Atual Coleção de Arte e Cultura Dr. Ricardo V. Barradas, RJ,BR.








COPACABANA


ARTUR TIMOTHEO DA COSTA (1882-1923) 
" COPACABANA"- 1917 - O.S.T - 0,41 X 0,33 cm. Trabalho oferecido pelo próprio pintor a família do escultor ítalo brasileiro Bernucci, em 1917, no inicio do seculo XX. 
Obra assinada, datada e localizada.



Arthur om o irmão, João Timóteo da Costa, iniciou-se como aprendiz da Casa da Moeda. No livro Pinturas & pintores do Rio Antigo, Donato Mello Júnior informa que "muito contribuiu, no início da sua carreira, a vivência com o cenógrafo italiano Oreste Coliva".Ingressou na Escola Nacional de Belas Artes em 1894, como aluno livre, tendo sido orientado por Zeferino da Costa, Rodolfo Amoedo e Henrique Bernardelli. Em 1907, conquistou o prêmio de viagem à Europa na Exposição Geral de Belas Artes, seguindo então para Paris. Com o irmão João Timótheo e os irmãos Carlos Chambelland e Rodolfo Chambelland, participou em 1911 dos trabalhos de decoração do pavilhão brasileiro da Exposição Internacional de Turim, na Itália.


Ex-Coleção Família Bernucci RJ.
Atual Coleção de Arte e Cultura Dr. Ricardo Barradas,RJ,BR. 
Obra participante de varias exposições do artista.